Notícias Banestes

Banestes divulga resultados de 2015 com lucro de R$ 150,9 milhões

Vitória -

O Banco do Estado do Espírito Santo (Banestes) realizou reunião pública para divulgar os resultados do exercício de 2015, na manhã desta quinta-feira (25), na Agência Valores, em Vitória. As informações foram divulgadas pelo diretor-presidente do banco, Guilherme Dias, e pelo diretor de Relações com Investidores e Finanças, Celso Nunes de Almeida. Participaram acionistas, investidores, analistas de investimentos, jornalistas, entre outros convidados.

Os números demonstram a contínua melhoria do desempenho econômico e financeiro do banco. O lucro líquido em 2015 atingiu a cifra de R$ 150,9 milhões, montante 12,8% superior em comparação a 2014. Os principais fatores que contribuíram para o resultado positivo foram o crescimento das receitas da intermediação nas atividades financeiras, principalmente em tesouraria e em operações de crédito, além do controle das despesas administrativas e operacionais da instituição.

O lucro líquido auferido permitiu remunerar os acionistas o montante de R$ 55,4 milhões a título de juros sobre capital próprio/dividendos. Do total da remuneração aos acionistas, o valor de R$ 51,2 milhões foi repassado ao Tesouro Estadual, detentor de 92,37% das ações do Banco.

O patrimônio líquido do Banestes atingiu R$ 1,16 bilhão, em dezembro de 2015, sendo 9,3% superior ao registrado no mesmo período de 2014. Este nível de capitalização possibilitou ao banco apresentar um índice de Basileia de 19,8%, demonstrando elevada solidez da instituição capixaba.

A carteira de crédito ampliada registrou um volume total de R$ 4,6 bilhões. Foram priorizadas as operações com menor risco, como o crédito consignado, microcrédito e o financiamento imobiliário, que evoluíram 5,0%, 5,8% e 65,1%, respectivamente. Do valor da carteira comercial (R$ 3,9 bilhões), R$ 2,3 bilhões (58,7%) foram operações com pessoa física e R$ 1,6 bilhão (41,3%), com pessoa jurídica. Da carteira de clientes corporativos, 84,3% são concessões à micro, pequenas e médias empresas.

O Banestes manteve a estratégia de ampliar a participação no mercado de cartão de crédito. O número de transações do Banescard (cartão de débito e crédito com bandeira própria do banco) evoluiu 12,2%, enquanto o faturamento somou R$ 1,3 bilhão, superando em 10,3% os valores do ano anterior.

A rede Banescard permanece em expansão. Até dezembro de 2015, eram 42.278 estabelecimentos credenciados, em todo o Estado, crescendo 7,4% em relação a 2014. A abrangência nacional do Banescard alcançou mais de 1,7 milhão de estabelecimentos comerciais, em parceria com a Cielo. Em 2016, os pontos de vendas serão intensificados, a partir dos contratos já assinados com as empresas GetNet e Rede, além da First Data.

Outro destaque de 2015 é o rating do Banestes. A nota para risco de crédito em escala nacional (moeda local), medida pela LFRating, elevou-se para a classificação A+ com perspectiva neutra. A agência Fitch Ratings confirmou o rating em escala nacional A+ bra (moeda local) com perspectiva estável, e em escala global, com a classificação BB- (moeda estrangeira) com perspectiva negativa. As avaliações refletem a estratégia sustentável adotada pela Instituição e sua elevada credibilidade no mercado.

Um importante pilar da estratégia do Banestes é o investimento em Tecnologia da Informação e Comunicação. Em 2015 foram aplicados em novos projetos o valor de R$ 76,1 milhões, ampliando significativamente a capacidade de processamento e de armazenamento de dados, além do crescimento sustentável das transações por meio de canais digitais.

O Banco modernizou a prestação de seus serviços, por meio do Banestes Celular e Banestes SMS, lançou da rede Saque & Pague Banestes - uma inovação que, além das transações tradicionais de caixas automáticos, permite o depósito em dinheiro sem envelope com o crédito em tempo real e as cédulas depositadas são reutilizadas para saques -, aliando comodidade do cliente com redução de custos de abastecimento dos caixas.

O Banestes incrementou ações que embasam a política de responsabilidade social do banco, alinhado com a política de qualidade de vida do Governo do Estado, que visa investimentos na recuperação, preservação e melhora das condições ambientais nas terras capixabas. A mais recente iniciativa permite aos clientes trocar pontos Banescard pelo plantio de árvores, por meio do Programa Reflorestar, da Secretaria de Estado do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Seama).

Na área cultural, o principal projeto apoiado pela Lei Rouanet garantiu a conclusão das obras de restauro da Catedral Metropolitana de Vitória. O investimento nas áreas de cultura, cidadania e esporte somou mais de R$ 2,2 milhões, em todo Estado.

No contexto de Recursos Humanos, o Banestes implementa gradativamente processos que contribuem para o novo modelo de gestão estratégica de pessoas. As ações fortalecem a imagem da instituição no mercado. Em 2015, foi realizado concurso público atraindo mais de 74 mil candidatos para formação de cadastro de reserva para vários cargos do banco.

› Mais notícias...

Informações à Imprensa:

Assessoria de Comunicação do Banestes
Lúcia Garcia

Texto: